Leitores de Portfólio

Confira a equipe de Leitores de Portfólio que estarão presentes no evento.

Carlos Carvalho


Coordena, desde 2007, o Festival Internacional de Fotografia de Porto Alegre (Fest POA). É colunista da plataforma web LensCulture e editor da revista eletrônica OF Magazine (sobre fotografia brasileira contemporânea, editada em inglês para o público internacional). Coordenou e produziu exposições para grandes nomes da fotografia, como Sebastião Salgado, Thomas Farkas e Nair Benedicto. Atua como leitor de portfólio convidado em festivais internacionais, como o FotoFest Houston (EUA), FotoFest LensCulture/ParisPhoto (França) e Encuentros Abiertos de Buenos Aires (Argentina).

Diógenes Moura


Curador, editor e escritor premiado, explora, em seu trabalho, as intersecções entre fotografia e literatura. Foi, durante treze anos, curador da Pinacoteca do Estado de São Paulo (1999 a 2013). Ali promoveu exposições e eventos de reflexão sobre o fazer fotográfico, ganhou diversos prêmios e consolidou o acervo como um dos mais importantes da América Latina. Entre seus projetos curatoriais recentes estão A arte da lembrança – a saudade na fotografia brasileira (Itaú Cultural, 2015); Sombras secas, de Marcelo Greco (Museu da Imagem e do Som – MIS, 2015); Por debaixo do pano, de Nair Benedicto (Casa da Imagem, 2015); Retumbante natureza humanizada, de Luiz Braga (premiada como melhor exposição de fotografia do ano pela Associação Paulista dos Críticos de Arte, em 2014); Busca-me, de Boris Kossoy (2013); Butterflies and zebras, de Mario Cravo Neto (2013); e Andy Warhol – superfície (MIS, 2012).

Eugênio Sávio


Fotógrafo e produtor, é responsável pelo Festival de Fotografia de Tiradentes e pelo projeto Foto em Pauta, que há treze anos promove o diálogo entre o público e os grandes nomes da fotografia brasileira. Atual presidente da Rede de Produtores Culturais da Fotografia no Brasil, é professor da PUC Minas, graduado em Jornalismo pela UFMG e mestre em Comunicação e Cultura pela UFRJ. Foi organizador do Seminário História da Fotografia no Circuito Cultural Banco do Brasil, em dezoito capitais brasileiras. Integrou a comissão de seleção do Prêmio Conrado Wessel de Artes em 2012 e 2013. É autor dos livros de fotografia Museu do Oratório (1999); O livro de Sant’Ana: coleção Angela Gutierrez (2001); Fotojornalismo digital no Brasil (2001); Rever o FIT – Festival Internacional de Teatro de Belo Horizonte (2001); Francisco Viera Servas (2002); e Brasil em Foco (2003).

Iatã Cannabrava


Fotógrafo, curador e um dos mais conhecidos agitadores culturais do país, atualmente é diretor do Valongo – Festival Internacional da Imagem. Foi, até 2015, coordenador do Festival Internacional de Fotografia Paraty em Foco. É também idealizador e curador do Fórum Latino-americano de Fotografia de São Paulo, realizado pelo Itaú Cultural. É autor dos livros Pagode russo (2014); Uma outra cidade (2009) e Casas paulistas (2000). Suas obras, publicadas em outros oito livros de autoria coletiva, integram os acervos da Coleção Pirelli/Masp, Museu de Arte Moderna de São Paulo, Galeria Fotoptica e Coleção Joaquim Paiva. Entre seus projetos permanentes estão o Madalena Centro de Estudos da Imagem e a Editora Madalena, que fundou há mais de duas décadas, com Claudia Jaguaribe e Cláudia Carreras.

Kazuo Okubo


Fotógrafo e galerista, começou sua carreira aos 15 anos, como assistente do pai, Arlindo Okubo. Em 1989, passou à fotografia publicitária, tendo recebido diversos prêmios. Desenvolve trabalhos autorais desde 2003. Há sete anos inaugurou a primeira galeria do Centro-Oeste especializada em fotografia, A Casa da Luz Vermelha, onde coordenou e produziu dezenas de exposições, workshops e eventos. Entre suas exposições individuais destacam-se Minha praia (Prêmio mObgraphia, MIS, 2015); PAISAGimagem (curadoria de Rosely Nakagawa, 2012); Eu te amo (curadoria de Rosely Nakagawa, 2011); e De todas as formas (curadoria de Paulo Faria, 2007). Participou também de coletivas, como Onde anda a onda (Museu Nacional da República, 2015); Brazilian eyes (Miami, 2015); West Encounter East (Miami, 2012) e 11 Photographes Brésiliens (Paris, 2009).

Milton Guran


Coordenador geral do Encontro Internacional de Fotografia do Rio de Janeiro (FotoRio), é fotógrafo, pesquisador, mestre em Comunicação (UnB) e doutor em Antropologia (EHESS, França), com pós-doutorado na Universidade de São Paulo (USP). Há mais de vinte anos desenvolve pesquisas sobre as relações do Brasil com a África, especialmente em Benim, Togo, Gana e São Tomé e Príncipe. Por sua contribuição à cultura, recebeu do governo brasileiro a Ordem Nacional do Mérito Cultural (2012) e a Ordem do Rio Branco (2006). Foi professor em diversas universidades e desde 2006 é pesquisador associado do Laboratório de História Oral e Imagem, da UFF. É também consultor do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e membro do comitê científico internacional do projeto Rota do Escravo – Resistência, Liberdade e Patrimônio, da UNESCO. Escreveu os livros Agudás – os brasileiros do Benim (2000) e Linguagem fotográfica e informação (2002), entre outros títulos.

Nair Benedicto


Com mais de 45 anos de carreira, possui um trabalho de forte cunho social, premiado e reconhecido no Brasil e no exterior. Suas obras fazem parte do acervo do MoMA (NY), MAM (SP e RJ), MASP (SP) e Patrimônio Histórico da Cidade de São Paulo. Foi fundadora e coordenadora do Núcleo dos Amigos da Fotografia (NaFoto), onde, por vários anos, realizou a curadoria do Mês Internacional de Fotografia de São Paulo. Entre suas atividades em 2016, estão a curadoria do ciclo expositivo Raízes e asas (mar/2015 a dez/2016); a exposição individual Por debaixo do pano (Casa da Imagem, SP); apresentação do vídeo O prazer é nosso; a palestra Fotografia, gênero e cidadania, no encerramento do Fest POA (onde foi a fotógrafa homenageada); e a palestra no Colloque International Paris Sorbonne sobre a pioneira Agência F.4, da qual é fundadora.

Renata Azambuja


Pesquisadora, crítica de arte e arte-educadora, integra o conselho curatorial do Espaço Cultural Marcantônio Villaça, da Galeria Espaço Piloto e do Núcleo de Arte Centro-Oeste (NACO). É mestre em Teoria e História da Arte Moderna e Contemporânea pela City University of New York e graduada em Artes Plásticas pela Universidade de Brasília. Integrou o comitê de indicação do Prêmio Investidor Profissional de Arte – PIPA, para o Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro; a comissão de seleção da Casa da Cultura da América Latina; a comissão de seleção do Prêmio Funarte de Arte Contemporânea/Atos Visuais; a Comissão para o Catálogo de Obras de Arte do acervo da UnB; e a Comissão de Pesquisa de Acervos Artísticos do Prêmio Funarte Pró-Cultura de Estímulo às Artes Visuais.

Rosely Nakagawa


Curadora e editora de livros de arte há mais de quatro décadas, é membro dos conselhos do Festival Internacional de Fotografia Paraty em Foco e do Memorial da Cultura Cearense. Foi curadora de exposições de fotografia contemporânea nos museus norte-americanos MoMA, Long Island e Gugguenheim Soho; no Festival Internacional de Fotografia de Arles e no Centro Regional de Fotografia Douchy les Mines (França) e no Museu de Estremoz (Portugal). Realizou também a curadoria da mostra MixSintese de Artistas Nipobrasileiros, no Japão, e da exposição Extreme, no Festival Europalia (Bélgica). Realiza, desde 2010, o programa Entre_Vistas, no SESC Pompeia (SP), com fotógrafos e autores brasileiros, como Tiago Santana, Luiz Braga, Anderson Schneider, Alexandre Belém e Georgia Quintas.

Tiago Santana


Editor e fundador da Editora Tempo D’Imagem, especializada em livros de fotografia, é também curador do Instituto da Fotografia (IFOTO), em Fortaleza. Organizou e coordenou diversos festivais e encontros de fotografia no Brasil. Há 28 anos desenvolve ensaios fotográficos autorais pelos quais recebeu os principais prêmios do país, como Porto Seguro, Conrado Wessel, Marc Ferrez e Bolsa Vitae de Arte. É autor dos livros de fotografia Sertão (Photo Poche Société, 2011); Patativa do Assaré – o sertão dentro de mim (2010); O chão de Graciliano (2007); e Benditos (2001).

Quando?

As Leituras acontecem nos dias 1 e 2 de setembro de 2016.
}

Horário

Das 16h às 20h

Onde

Galeria A Casa da Luz Vermelha – SCES Trecho 02 Conjunto 31 (dentro da ASBAC). Mapa

O que levar?

Até 03 séries com no máximo 10 fotos cada. Tamanho recomendado para cada foto: 21×29,7cm. Serão aceitos apenas portfólios impressos.

Participe!

O Prêmio Foto Capital contemplará os três melhores portfólios com uma exposição, com curadoria de Renata Azambuja, no Museu Nacional da República, em 2017.

Desta forma, o Foto Capital valoriza a experiência da leitura de portfólio e oferece uma oportunidade concreta de exibição do seu trabalho em um dos espaços expositivos mais icônicos da capital do país.
Não perca tempo e faça sua inscrição. As vagas são limitadas!

Inscreva-se!